A escuta psicanalítica de adolescentes em conflito com a lei: que ética pode sustentar esta intervenção?

Rose Gurski, Stéphanie Strzykalski

Resumo


O presente estudo partiu de uma pesquisa-extensão com jovens que se encontram em regime de Internação Provisória (IP), suspeitos de terem cometido atos considerados infracionais. Através do dispositivo que temos chamado de Rodas de R.A.P., oferecemos um espaço de fala e de escuta a esse grupo de adolescentes que aguardava, em uma Instituição Socioeducativa, a deliberação de uma sentença – uma medida socioeducativa de meio aberto, de restrição ou de privação de liberdade – ou mesmo de seu desligamento. Escolhemos a denominada IP por esta ser a porta de entrada da Instituição e por considerarmos esse momento inicial como um tempo de muita angústia, quando se faz necessária uma escuta mais atenta aos meninos que se envolvem em situações de conflito com a lei. Nessa experiência, ao debruçarmo-nos sobre o tema da ética passível de sustentar a intervenção do pesquisador-psicanalista na socioeducação, pretendemos problematizar a discussão metodológica acerca da construção de dispositivos de escuta no âmbito das Políticas Públicas infanto-juvenis, especialmente no que se refere às políticas de socioeducação.

Palavras-chave


Psicanálise; ética; adolescência; socioeducação; rap.

Texto completo:

PDF

Referências


Agamben, G. (2007). Profanações. São Paulo: Boitempo.

Aristóteles. (1987). Ética a Nicômaco. Coleção: Os pensadores. São Paulo: Nova Cultural.

Benjamin, W. (1994). Experiência e pobreza. In Benjamin, W. [Autor], Magia, técnica, arte e política. (Obras escolhidas I). São Paulo: Brasiliense. (Original publicado em 1933).

Benjamin, W. (2012). O narrador. In Benjamin, W. [Autor], Magia, técnica, arte e política. (Obras escolhidas I. São Paulo: Brasiliense. (Original publicado em 1936)

Betts, J. (2012). As fórmulas da sexuação e a psicanálise em extensão. Revista da APPOA, 41-42, 9-21.

Borges, J. (2010). Atlas. São Paulo: Companhia das Letras. (Original publicado em 1984)

Brasil. (2006). Secretaria Especial dos Direitos Humanos. Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente. Sistema Nacional De Atendimento Socioeducativo – SINASE. Brasília: CONANDA.

Brasil. (2014). Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. Governo do Rio Grande do Sul. Secretaria da Justiça e dos Direitos Humanos. Fundação de Atendimento Socioeducativo do Rio Grande do Sul. PEMSEIS: Programa de Execução de Medidas Socioeducativas de Internação e Semiliberdade do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: SDH & FASE.

Caon, J. L. (1994). O pesquisador psicanalítico e a situação psicanalítica de pesquisa. Psicologia: Reflexão e Crítica, 7(2), 145-174.

Freud, S. (1976). Novas conferências introdutórias sobre a psicanálise. In Freud, S. [Autor], Edição standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud, v. XXII. Rio de Janeiro: Imago. (Original publicado em 1933)

Freud, S. (1990). Projeto para uma psicologia científica. In Freud, S. [Autor], Edição standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud, v. I. Rio de Janeiro: Imago. (Original publicado em 1895)

Freud, S. (2004). Diário de Sigmund Freud: 1929-1939. Crônicas breves. Porto Alegre: Artmed.

Freud, S. (2010). A dinâmica da transferência. In Freud, S. [Autor], Obras completas, v. 10. São Paulo: Companhia das Letras. (Original publicado em 1912a)

Freud, S. (2010). Recomendações ao médico que pratica a psicanálise. In Freud, S. [Autor], Obras completas, v. 10. São Paulo: Companhia das Letras. (Original publicado em 1912b)

Freud, S. (2010). O inquietante. In Freud, S. [Autor], Obras completas, v. 14. São Paulo: Companhia das Letras. (Original publicado em 1919)

Freud, S. (2010). Observações sobre o amor de transferência. In Freud, S. [Autor], Obras completas, v. 10. São Paulo: Companhia das Letras. (Original publicado em 1915)

Freud, S. (2010). Uma dificuldade da psicanálise. In Freud, S. [Autor], Obras completas, v. 14. São Paulo: Companhia das Letras. (Original publicado em 1917)

Guerra, A. (2016). Contra o reducionismo na redução da maioridade penal. Psicologia em Revista, 22(1), 245-253.

Gurski, R. (2008). Juventude e paixão pelo real: problematizações sobre experiência e transmissão no laço social atual. (Tese de Doutorado). Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

Gurski, R. (2012). Três ensaios sobre juventude e violência. São Paulo: Escuta.

Gurski, R. (2014). Três tópicos para pensar (a contrapelo) o mal-estar na educação atual. In Voltolini, R. (org.), Retratos do mal-estar na educação contemporânea (p. 167-180). São Paulo: Escuta.

Gurski, R. (2017). A escuta de jovens “infratores”, o RAP e o poetar: deslizamentos da vida nua à “vida loka”. Revista Subjetividades, 17, 45-56.

Gurski, R., & Strzykalski, S. (no prelo). A pesquisa em psicanálise e o “catador de restos”: enlaces metodológicos. Revista Ágora: Estudos em Teoria Psicanalítica.

Iribarry, I. N. (2003). O que é pesquisa psicanalítica?. Revista Agora, 6(1), 115-138.

Kehl, M. R. (2002). Sobre ética e psicanálise. São Paulo: Companhia das Letras.

Lacan, J. (1985). O seminário, livro 11: os quatro conceitos fundamentais da psicanálise. Rio de Janeiro: Jorge Zahar. (Seminário original de 1964)

Lacan, J. (1992). O seminário, livro 7: a ética da psicanálise. Rio de Janeiro: Jorge Zahar. (Seminário original de 1959-1960)

Lacan, J. (1998). A direção do tratamento e os princípios de seu poder. In Lacan, J. [Autor], Escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar. (Original publicado em 1958)

Lacan, J. (1998). Função e campo da fala e da linguagem. In Lacan, J. [Autor], Escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar. (Original publicado em 1953)

Lacan, J. (1998). Introdução ao comentário de Jean Hippolite sobre a “Verneinung” de Freud. In Lacan, J. [Autor], Escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar. (Original publicado em 1954)

Lacan, J. (2003). Televisão. In Lacan, J. [Autor], Outros escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar. (Original publicado em 1973)

Martins, L., & Darriba, V. (2011). Do bem supremo à ética do desejo: contribuições da psicanálise à discussão ética. Revista Princípios, 18(29), 203-229.

Rocha, S. B. (2013). A redução da maioridade penal. Revista Âmbito Jurídico, 112, p. 1-3.

Rosa, M. D. (2004). A pesquisa psicanalítica dos fenômenos sociais e políticos: metodologia e fundamentação teórica. Revista Mal Estar e Subjetividade, 4(2), 329-348.

Roudinesco, E., & Plon, M. (1998). Dicionário de Psicanálise. Rio de Janeiro: Jorge Zahar.

Sarlo, B. (2013). Sete ensaios sobre Walter Benjamin e um lampejo. Rio de Janeiro: Editora UFRJ.

Valls, A. L. (1994). O que é ética. São Paulo: Editora Brasiliense.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.