Alienação e separação no Seminário 11 de Lacan: uma proposta de interpretação

Pedro Costa Zanola, Rosane Zétola Lustoza

Resumo


Este artigo propõe um estudo teórico interpretativo das operações alienação e separação da causação do sujeito, tal como apresentadas por Lacan no seminário Os quatro conceitos fundamentais da psicanálise. Será dada ênfase especial à afirmação lacaniana de que a separação implicaria em um retorno à alienação. Essa questão nos levou a deslindar duas vertentes distintas da alienação: a raiz da alienação, que descreve como o sujeito surge no campo simbólico marcado por uma falta radical de essência, sendo a subjetividade causada a partir de uma perda primordial de ser; há também um segundo sentido, o retorno da alienação, que se consolida após a separação, na qual o sujeito se fixa como objeto frente ao desejo do Outro. Lacan definirá também uma separação adicional que deveria ser produzida no final de uma análise. Esse processo ficará conhecido como a travessia do fantasma, indicando uma separação derradeira, permitindo ao sujeito se separar do segundo sentido apresentado da alienação, deparando-se com a falta como causa do desejo para além de suas fixações.

Palavras-chave


psicanálise; Lacan; alienação; separação; divisão do sujeito.

Texto completo:

PDF

Referências


Lacan, J. (1966-1967). O seminário, livro 14: a lógica do fantasma. Publicação não comercial exclusiva para membros do Centro de Estudos Freudianos do Recife: Recife.

Lacan, J. (1967-1968). O seminário, livro 15: o ato psicanalítico. Inédito.

Lacan, J. (1985). O seminário, livro 2: o eu na teoria de Freud e na técnica da psicanálise. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor. (Seminário original de 1954-1955)

Lacan, J. (1986). O seminário, livro 1: os escritos técnicos de Freud. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor. (Seminário original de 1953-1954)

Lacan, J. (1995). O seminário, livro 4: a relação de objeto. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor. (Seminário original de 1956-1957)

Lacan, J. (1998). Posição do inconsciente. In J. Lacan [Autor], Escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed. (Original publicado em 1964)

Lacan, J. (2008). O seminário, livro 11: os quatro conceitos fundamentais da psicanálise (2ª ed.). Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor. (Seminário original de 1964)

Miller, J.-A. (2003). Lo real y lo sentido. Argentina: Collección Diva.

Nascimento, M. B. (2010). Alienação, separação e travessia da fantasia. Opção Lacaniana, 1, 1-15. Recuperado em 30 nov. 2017 de .

Rabinovich, D. S. (2000). O desejo do psicanalista: liberdade e determinação em psicanálise. Rio de Janeiro: Companhia de Freud.

Rodrigues, G. V. (2017). No começo era o ato: uma leitura do seminário O Ato Psicanalítico, livro 15, de Jacques Lacan. Belo Horizonte: Ed. Artesã.

Seganfredo, M. (2007). A fantasia na clínica psicanalítica: travessia e mais além (tese de doutorado – Universidade de Brasilia – UnB, Brasília, DF, Brasil).

Silva, M. L. (2014). A hipótese fantasma: a função do fantasma na construção do conhecimento. (dissertação de mestrado – Universidade Federal de São João del-Rei – UFSJ, São João del-Rei, MG, Brasil).


Apontamentos

  • Não há apontamentos.