A Construção de um Caso Clínico: pontuações freudianas sobre o tema e algumas de suas implicações

Diego Dias, Oswaldo França Neto

Resumo


O presente artigo tem como objetivo localizar pontos fundamentais em alguns textos freudianos que possam contribuir para o aprofundamento de estudos a respeito da prática da construção do caso clínico. A aposta é que por meio desse caminho seja possível a abordagem de pontos significativos sobre o assunto, o que possibilitaria uma melhor apreensão do que se encontra em jogo no momento em que evocamos a perspectiva da construção do caso clínico como ferramenta de trabalho nas instituições. Nesse sentido, buscamos, na parte final do texto, após localizarmos como Freud entende a construção e a aplica em alguns de seus casos clínicos, refletir sobre a ideia de interpretação e a maneira como ela se relaciona com a construção de casos. Evocamos para isso pontuações e reflexões freudianas e de outros autores que se debruçam sobre o tema. Assim, o que se pretende é que se inicie uma pesquisa conceitual sobre a “construção do caso clínico”, admitindo-se a possibilidade de que se trata de um campo de estudo susceptível de maiores aprofundamentos teóricos.

Palavras-chave


construção do caso, interpretação, Freud, clínica

Texto completo:

PDF

Referências


Figueiredo, A. C. (2010). Três Tempos da Clínica Orientada pela Psicanálise no Campo da Saúde Mental. In: Guerra, A. M. C., Moreira, J. O. (org), A Psicanálise nas Instituições Públicas: saúde mental, assistência e defesa social. Curitiba: Editora CRV

Freud, S (1976). A negativa. In: Freud, S. Edição Standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. (vol. 19). Rio de Janeiro: Imago. (Obra original publicada em 1925)

Freud, S (1996). A Psicogênese de um caso de Homossexualismo numa Mulher. In: Freud, S. Edição Standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud.(vol. 18). Rio de Janeiro: Imago. (Obra original publicada em 1920)

Freud, S. (1996). Construções em análise. In: Freud, S. . Edição Standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud (vol. 23). Rio de Janeiro: Imago. (Obra original publicada em 1937)

Freud, S. (2010). História de uma Neurose Infantil (O Homem dos Lobos). In: Freud, S. História de uma Neurose Infantil (O Homem dos Lobos), Além do Princípio do Prazer e outros textos. Tradução e notas Paulo César de Souza – São Paulo: Companhia das Letras. (Obra original publicada em 1918)

Mattos, C. P. (2011) O “Homem dos Lobos”: uma lição clínica. In: A. M Figueiró& S. Laia. (org). O Homem dos Lobos. Belo Horizonte. Scriptum Livros.

Mendes, A. A. (2015). O Efeito-equipe e a Construção do Caso Clínico. Curitiba, PR:CRV.

Miller, J. A. (1996) Marginalia de Construções em Análise. Opção Lacaniana: Revista Brasileira Internacional de Psicanálise. n°17, 92-107.

Teixeira, A. (2010) Metodologia em ato. Belo Horizonte: Scriptum livros.

Viganò, C. (2012). A construção do caso clínico. In: Alkmim, Wellerson Durães de (org.). Carlo Viganò: Novas Conferências. Belo Horizonte: Scriptum Livros.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.